A solidariedade não custa nada, faz bem à alma e liberta-nos de pensamentos negativos

30
Jan 10

Isto é que eu digo tanta vez a mim mesma....

publicado por Fátima às 18:39
tags:

22
Jan 10

 

Esta rosa foi-me dada pela minha Mãe no dia 27 de Dezembro de 2009, precisamente na véspera do seu falecimento.

Todos os domingos ela me oferecia uma flor do seu jardim, geralmente uma rosa, com aquela doçura que eu recordo com tanta saudade.
A esta rosa não lhe caíu uma única pétala… explicações? Pois não as tenho, nem quero, nem preciso…
publicado por Fátima às 14:46
tags: ,

21
Jan 10

 

Quantas vezes já lhe aconteceu ir ao café, tomar a bica e não por açúcar  e meter o pacotinho no bolso? Ou dentro da mala? 

Depois o pacotinho desfaz-se na mala e gritamos que ficou tudo pegajoso???

Ora bem, o que eu venho pedir é que guardem esse pacotinho...para quê? Para fazermos uma campanha de recolha dos referidos para doar, por exemplo aos sem abrigo.

Vamos juntar os pacotes em casa.

Quando tiverem uns valentes pacotinhos guardados escrevam para o meu email  e enviarei moradas para entrega.

É fácil ir ao correio, enviar num pacote de correio normal e ajudamos de uma forma muito económica quem precisa!

Esta campanha é em parceria com as Três Chávenas de Chá por isso para mim ou para a Nucha façam seguir os vossos pacotes de açucar.

Porque ajudar não dói nada e adoçar um pedacinho da vida dos sem abrigo ainda menos!!!

publicado por Fátima às 08:46
tags:

15
Jan 10

... por Mário Quintana

 

'Deficiente' é aquele que não consegue modificar a sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino.

'Louco'  é quem não procura ser feliz com o que possui.
'Cego'
é aquele que não vê o seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria, e só tem olhos para os seus míseros problemas e pequenas dores.
'Surdo'
 é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir os seus tostões no fim do mês.
'Mudo'
 é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia.
'Paralítico'
é quem não consegue andar na direcção daqueles que precisam da sua ajuda.
'Diabético'
 é quem não consegue ser doce.  
'Anão'
 é quem não sabe deixar o amor crescer.

E, finalmente, a pior das deficiências é ser miserável, pois: A amizade é um amor que nunca morre.  


12
Jan 10

Gostava de ter sido eu a escrever este texto, mas não.... quem tem este rasgo de genialidade é Fernando Pessoa:

 

Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes,

mas não esqueço de que a minha vida é a maior empresa do mundo.

E que posso evitar que ela vá à falência.

Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver

apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.

Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas

e se tornar um autor da própria história.

É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar

um oásis no recôndito da sua alma.

É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.

Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.

É saber falar de si mesmo.

É ter coragem para ouvir um "não".

É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.

Pedras no caminho?

Guardo todas, um dia vou construir um castelo...

publicado por Fátima às 08:43

04
Jan 10

A 28 de Dezembro de 2009 o céu ficou mais rico, tem mais uma estrela a brilhar.

 
A dor é imensa, a saudade é amarga, mas recordarei sempre a minha Mãe como a pessoa doce, sempre disponível, sempre com um sorriso, que todos os domingos colhia uma rosa do seu quintal e me dava com a doçura com que só uma mãe sabe dar.
 
Deu-me o dom da vida, ensinou-me a ter sentimentos, fomos cúmplices em tantas situações, nunca me condenou nem apontou o dedo mesmo quando fiz disparates na minha adolescência e juventude, ensinou-me a ter compaixão, foi com ela que dei  os primeiros passos com linhas, lãs e agulhas, sempre me disse que aquilo que dermos ao próximo a vida nos retribuirá em dobro, não podia ver ninguém com fome ou com frio, trabalhou imenso para causas solidárias no anonimato sem nunca querer nada em troca.
 
Deus levou-a pois concerteza necessitava de alguém com um coração grande e mãos de fada lá em cima; no início de Dezembro a minha Mãe deu-me 140 pares de botas de lã para entregar à Comunidade Vida e Paz para que fossem distribuídas pelos sem-abrigo, certamente que lá em cima não havia ninguém disponível para fazer botinhas de lã para os anjos e ela foi ar uma ajudinha…
 
A minha Mãe tinha um coração enorme em todos os sentidos, pois anatomicamente falando era demasiado grande para o espaço que ocupava e as complicações cardíacas eram bastantes, e foi este coração que parou ao fim de 71 anos de tantas lutas, de tantas alegrias, de tantos risos e choros, de tanta vez abrir os braços para afagar quem precisava, de tanta vez consolar quem precisava de uma palavra carinhosa.
 
Deus levou-a sem sofrimento, sem agonia, enquanto dormia, em paz, e eu aqui fiquei a iniciar este novo ano sem a minha Mãe, aprendendo a não a ver mais, a não lhe telefonar todas as manhãs como habitualmente, mas sentindo a sua luz e sabendo que ela ficou a olhar por mim e quer que eu siga em frente até ao dia em que nos voltaremos a encontrar.
 
O céu está realmente mais rico, mas eu tenho um vazio enorme na minha vida.

 

publicado por Fátima às 08:38
tags:

mais sobre mim
Lifecooler
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
16

17
18
19
20
23

24
25
26
27
28
29

31


Contador

contador gratis
subscrever feeds
pesquisar
 
tags

todas as tags

blogs SAPO